terça-feira, 2 de agosto de 2016

USO INDISCRIMINADO DE TERMOGÊNICOS

Todos aqueles que frequentam academias já ouviram falar em Termogênicos, principalmente que algum que "seca", que "deixa acelerado", que "dá um gás", que provoca insônia e até dores de cabeça. É sempre aquela busca eterna por algum suplemento milagroso, mas a ANVISA proíbe uma grande quantidade destes suplementos, mas as pessoas conseguem comprá-los pela internet ou trazem do exterior. A proibição se dá pela omissão da quantidade exata de cada componente, ou mesmo composição total. Por isso, há uma grande preocupação dos profissionais da saúde em receitá-los, já que a saúde deverá sempre ser a prioridade. 

Para o emagrecimento, nada melhor do que uma boa alimentação aliada a exercícios físicos e os termogênicos podem ser aqueles naturais, tais como café, chás, gengibre, canela, açafrão... já que existem vários relatos negativos após o uso contínuo e/ou exagerado dos termogênicos vendidos nas lojas de suplementos, tais como: Depressão, Síndrome do Pânico, Insônia, Dores de cabeça, Batimentos cardíacos em repouso e durante o exercício extremamente acelerados, Pressão Alta, Agressividade, o que interfere na saúde, na vida pessoal e profissional. 

Não é recomendado o uso de nenhum suplemento por conta própria e nenhum deles substituirá ou será melhor do que os alimentos. CUIDEM-SE!!!


Profa. Esp. Paula Fortes

Esp. em Nutrição: Obesidade e Emagrecimento

Esp. em Musculação e Personal Trainer

personalpaulafortes.wix.com/treinoesaude


 

 




 

 





segunda-feira, 11 de julho de 2016

Para uma velhice com mais autonomia, preocupe-se em manter a integridade dos MEMBROS INFERIORES!

Com o passar dos anos, ocorrem gradativamente as deteriorações ósseas e musculares devido a queda dos hormônios junto aos impactos articulares sofridos ao longo da vida. Os maus hábitos podem agravar estas condições, tais como: fumar, ser sedentário ou se exceder nos exercícios, não se alimentar adequadamente, estar acima do peso ou muito abaixo devido a dietas restritas e ter carência de vitaminas e minerais.


Sem o fortalecimento e alimentação adequados, as consequências podem ser graves como: 

- Nos ossos (osteoporose). O ponto mais atingido é no colo do fêmur (encaixe da coxa com o quadril);

- Nas articulações (artrose, artrite) e;

- Nos músculos (sarcopenia e tendinites). 


A melhor forma de prevenção e tratamento é, como sempre, unir as 2 vertentes: se exercitar regularmente com sobrecarga e se alimentar de forma saudável (com proteínas para a formação da massa muscular e gorduras boas para melhorar o perfil hormonal).


Seguindo estas medidas de prevenção e tratamento, certamente será evitado na velhice o comprometimento da autonomia para a realização das ações básicas do dia a dia, como ir ao banheiro, trocar de roupa, sentar e levantar e se locomover dentro de casa. Todas estas simples e importantes ações, dependem dos membros inferiores. Por estas razões, manter a integridade dos quadris, joelhos, tornozelos e toda a musculatura adjacente é importantíssimo! 


Busque sempre profissionais de saúde atualizados para te orientar!


Dúvidas e Consultoria Online, acesse personalpaulafortes.wix.com/treinoesaude


Abraço

Profa. Esp. Paula Fortes

Esp. em Musculação e Personal Trainer

Esp. em Nutrição: Obesidade e Emagrecimento

 

 




 

 





segunda-feira, 27 de junho de 2016

Como ter um físico de ATLETA, vivendo como uma PESSOA COMUM?

Bom dia amigos! Tenho certeza que se depender da vontade de quase todas as pessoas, inclusive eu, o físico atlético, sem exageros seria o ideal. Mas já pararam para pensar COMO se atinge o mesmo? Qual o caminho que os atletas percorrem e em que difere do caminho das "pessoas comuns"? 


Simples: atletas vivem para resultados e o físico é consequência. Já uma pessoa comum, vive para pagar as contas (rsrs), muitas vezes trabalhando horas na frente de um computador e acabam deixando de lado a alimentação e atividade física, sem contar os demais hábitos saudáveis, como tomar água e dormir bem por exemplo... Vamos as demais diferenças:


1- ATLETA - Treina de 2 a 8hs/dia, 5 a 7x/semana, rigorosamente com apoio de treinadores, fisiologistas, visando PERFORMANCE. 

PESSOA COMUM: 30 a 90 min/dia, 6 ou 5 ou 4 ou 3 ou 2 ou 1 ou nenhuma vez/semana, dependendo das prioridades (trabalho, família, viagens, etc...) com ou sem apoio de educadores físicos. 


2- ATLETA - Se alimenta, suplementa rigorosamente com apoio de nutricionistas, médicos, patrocinados (ou não) por farmácias, laboratórios de suplementos, marcas esportivas etc... 

PESSOA COMUM - Come fora de casa, sem saber a forma de preparo, sem pesar as quantidades, ou seja, sem um plano alimentar. 


3- ATLETA - Visa resultados e se sustentar através do esporte. Isto reflete não só na própria vida, como também na vida de toda a sua família e equipe de trabalho. Muitas vezes, a saúde deixa de ser o foco principal, devido a inúmeras lesões, excesso de antiinflamatórios por causa do excesso de treinos, sem contar o stress gerado pela ausência do lar e da família. 

PESSOA COMUM - Visa saúde e um físico bacana. Não vai jamais faltar trabalho, ou deixar de ir a uma festa, ou de ficar com a família para treinar. 


4- ATLETA - Não pode sair da sua rotina de treinamento e alimentação quando tem vontade, como por exemplo ir a festas, perder noites de sono etc... Caso contrário, colocará em risco a sua performance.

PESSOA COMUM - Não tem a menor obrigação com RESULTADOS.

Diante de tantas diferenças, como pode uma "PESSOA COMUM" querer ter um FÍSICO DE ATLETA? 


Mas será que é possível conquistar um corpo bonito e definido sem ser atleta? SIM!!!! Mas não será em 1 ou 2 meses, mas sim em meses ou anos, dependendo da dedicação. O importante é a REGULARIDADE. 


Não existe um limite para melhorar a forma física. Quanto maior a dedicação, mais resultados positivos e posso garantir que, para isso, basta ter diariamente HÁBITOS SAUDÁVEIS (alimentação, descanso e treinamento corretos), sem o uso de medicamentos para emagrecer, hormônios anabolizantes ou pílulas milagrosas. Os medicamentos deverão ser indicados aqueles que forem detectados com problemas de saúde, os quais não melhoram com hábitos saudáveis. 


Outro ponto importante: Não adianta ter em mãos uma rotina de treino de 60 minutos, para ser feita 7x/semana se o indivíduo só dispõe de 25 minutos, 3x/semana. Também não adianta ter um plano alimentar inadequado a disponibilidade e realidade diária e financeira. Portanto, recomendo ter em mãos uma ROTINA INDIVIDUAL CAPAZ DE SER SEGUIDA!!!!


Dúvidas / Consultoria Online
personalpaulafortes.wix.com/treinoesaude 


 


 
 

 

 




 

 





quarta-feira, 22 de junho de 2016

Whey Protein favorece o Emagrecimento e a Saúde

Whey Protein é a proteína do soro do leite extraída durante o processo de transformação do leite em queijo.  O seu uso na forma de suplementação em pó sempre foi associado ao ganho de massa muscular, porém, artigos recentes também associam esta proteína ao emagrecimento. 

Uma  revisão por Sousa et al (2012) mostrou que o Whey Protein pode melhorar vários fatores de risco para Diabetes Mellitos (DM), obesidade, hipertensão, estresse oxidativo e Síndrome Metabólica. Entre as suas principais ações, as seguintes atividades destacam-se: 

- Redução da glicemia em indivíduos saudáveis; 

- Tolerância à glicose no DM e pacientes obesos; 

- Redução do peso corporal; 

- Manutenção da massa muscular; 

- Aumentos na liberação de hormônios anorexígenos como a colecistoquinina, a leptina, e semelhante a glucagon-péptido 1 (GLP-1); e uma diminuição da grelina (hormônio orexígeno). 

Além disso, os estudos mostraram que a proteína de soro de leite também pode conduzir a reduções na pressão sanguínea, na inflamação e stress oxidativo.

Mantenha sempre BONS HÁBITOS!!! 

Consulte um profissional de nutrição para inserir este alimento na sua rotina! 

Abraços

Profa. Esp. Paula Fortes

CREF 014132/G - RJ

personalpaulafortes.wix.com/treinoesaude

 

 

 




 

 





segunda-feira, 13 de junho de 2016

Como encontrar motivação para se exercitar e se alimentar adequadamente?

Dieta e Treino são os fatores determinantes para quem deseja emagrecer ou 
ganhar massa muscular de forma saudável, mas nem sempre seguir este 
caminho é considerado fácil para a maioria das pessoas. Assim, uma cartilha de 
hábitos diários pode motivar os indivíduos a seguirem com mais
regularidade a alimentação e os treinos prescritos, tão necessários para atingir 
os objetivos de saúde e estéticos, assim como uma melhor qualidade de vida a 
curto e a longo prazo.  
Baixe no meu site gratuitamente o eBooK - 20 Dicas infalíveis para levar a sério os Treinos e a Dieta 
personalpaulafortes.wix.com/treinoesaude
Espero ajudar e motivar a todos a terem um estilo de vida ativo e saudável.
Estarei a disposição para dúvidas (clique na aba CONTATO no meu site)
Abraço 
Paula Fortes


 

 




 

 





segunda-feira, 6 de junho de 2016

COMO TREINAR MUSCULAÇÃO COM EFICIÊNCIA?

 
1-    Realizar aquecimento músculo-articular, ou seja, com menos carga, realizar de 15 a 20 repetições para ativar o fluxo sanguíneo nos músculos a serem trabalhados. E no inverno, também recomendo realizar por 5 a 10 minutos, algum exercício aeróbio para elevar a temperatura corporal.
 
2-    Treinar em amplitude máxima, ou seja, executando as fases dos movimentos de forma COMPLETA!!! Ex.: ao agachar, descer o máximo possível, controlando o movimento. Ao subir, tomar cuidado com a extensão dos joelhos, quadris e coluna vertebral, para não ser de forma “bruta”, mas sim encaixando as articulações de forma suave;
 
3-    Não priorizar o aumento de cargas, mas sim a execução perfeita;
 
4-    Não estabelecer um número fixo de repetições. Ex: Se 10, 11 repetições forem feitas com facilidade, o ideal é continuar o movimento até que não seja mais possível;
 
5-  Diminuir os intervalos entre as séries para aumentar o fluxo sanguíneo, ativação das fibras musculares, e o gasto calórico. Recomendo descansar por 30 a 40 segundos entre as séries.
 
6-    Não realizar alongamento intenso em seguida do treino de musculação, pois pode levar a lesões;
 
7-  Variar ao máximo os treinos, não somente quanto ao número de repetições, mas quanto aos exercícios, pegadas, combinação de grupos musculares, frequência semanal, métodos de treinamento, etc... para evitar adaptações. Consulte ao professor da sala de musculação ou Personal Trainer!
 
8-   Não treinar por um tempo total (musculação + aeróbio) maior que 60 minutos para não haver liberação de cortisol (hormônio que induz ao catabolismo, processo pelo qual o organismo utiliza a massa muscular como energia).
 
9-    Se possível, separar o treino de musculação do treino aeróbio, sendo um em cada turno, para ambos serem feitos com mais eficiência;
 
10- Dar o intervalo mínimo de 2 dias entre os grupos musculares durante a semana.
 
11- A alimentação adequada ao objetivo é FUNDAMENTAL para resultados expressivos



Profa. Esp. Paula Fortes

CREF 014132/G - RJ

personalpaulafortes.wix.com/treinoesaude

ligadasaude.blogspot.com 

 

 




 

 





segunda-feira, 30 de maio de 2016

BENEFÍCIOS DE TREINAR NO INVERNO


Com a chegada do inverno, é normal ter uma queda do número de alunos nas academias, devido a vários motivos como uma menor exibição do corpo, menor exposição nas praias e piscinas, férias do trabalho... e tais alunos só retornam aos treinos quando a temperatura ambiente aumenta e o verão se aproxima. Mal sabem que estão desperdiçando a chance de utilizar o frio a seu favor. Logo abaixo explicarei como podemos nos beneficiar desta estação do ano para alcançarmos os resultados desejados:


HIPERTROFIA MUSCULAR

Para atingir um aumento significativo da massa magra, é necessário além dos treinos intensos, uma alimentação mais calórica. Muitas vezes o verão atrapalha neste sentido, já que no calor sentimos menos fome. Assim, aproveitar esta estação que nos dá fome para comer mais, seguindo um planejamento alimentar para hipertrofia, aliado aos treinos intensos, será uma estratégia e tanto.


EMAGRECIMENTO

No inverno, a temperatura ambiente mais baixa nos leva a gastar mais calorias em repouso, já que nosso corpo necessita manter uma temperatura corporal mais quente para realizar suas funções. Este "esforço" que nosso metabolismo faz para manter a temperatura corporal ideal, gera um gasto calórico mais elevado e por consequência, mais fome. Este aumento do apetite, vai beneficiar a dieta para hipertrofia muscular, conforme a explicação acima, por outro lado, o gasto calórico mais elevado, quando aliado a uma dieta para emagrecer, junto aos treinos, beneficiará a perda de gordura. Outro fator, é que no inverno suamos menos, não sentimos aquele desconforto do verão e logo podemos aumentar a intensidade dos treinos e suportar os estímulos dos exercícios por mais tempo!


CONCLUSÃO

Esperar o verão é perda de tempos! Use o inverno a seu favor com auxílio de profissionais e atinja seus objetivos mais rapidamente!


Dúvidas - personalpaulafortes.wix.com/treinoesaude



Profa. Esp. Paula Fortes

CREF 014132/G - RJ

Esp. em Nutrição: Obesidade e Emagrecimento

Esp. em Musculação e Personal Trainer